O período mais favorável à proliferação do mosquito Aedes aegypti já começou, e junto dele chega o alerta para evitar o aumento do número de casos de dengue, chikungunya e zika. A palavra de ordem a partir de agora é mobilização geral para combater o inseto neste verão e evitar novos surtos país afora.

• Se for viajar deixar domicílios livre de possíveis focos para o mosquito Aedes. Realizar inspeção no interior da casa, quintal e toda área externa o que contribui para não permitir infestações no imóvel o que pode prejudicar toda uma região ter.

• Cuidado com o lixo: atenção redobrada com o lixo produzido. O grande consumo de produtos feitos de materiais recicláveis, depositados em locais inadequados, é motivo de preocupação porque o lixo pode ser um criadouro do mosquito.

• Nas folias: Em festas, blocos, desfiles de carnaval além dos cuidados com relação ao lixo, para não deixar as cidades sujas, o uso de repelentes é fator de proteção, para evitar o contato com os mosquitos vetores de doenças.

10 ações para evitar a proliferação do Aedes aegypti

1- Inspecionar a propriedade rural e identificar locais de risco para proliferação do mosquito. Monitorar possíveis criadouros semanalmente;

2- Se houver plantas ornamentais (ex: bromélias) que acumulam água, inspecionar e aplicar larvicida se houver água parada;

3- Descartar as embalagens de insumos em locais apropriados, cobertos e secos;

4- Inspecionar os pesqueiros desativados e barragens;

5- Checar se cisternas, poços ou tambores para água estão tampados;

6- Inspecionar calhas e telhados;

7- Bebedouros de animais também devem ser checados, principalmente, se pouco utilizados. Se encontrar larvas ou pupas nestes locais, os bebedouros devem ser escovados e a água trocada, no máximo a cada cinco dias;

8- Evitar deixar baldes, carrinhos de mão e outros utensílios que acumulam água ao relento;

9- Inspecionar todas as áreas da propriedade, inclusive reservas legais, e retirar dos locais descobertos pneus velhos, vasilhames, garrafas, latas ou qualquer outro objeto descartado que possa acumular água;

10- Cavidades em cercas de pedra, muros, pedras, árvores e outros devem ser tampados com barro ou cimento, de modo a evitar que coletem água.

Ainda não existem comentários.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios (*).

Powered by themekiller.com